Blog - Exibir Post

O Ano da Felicidade no Trabalho

  • 15/12/2019
  • Carla Furtado

Este foi o ano da felicidade no Trabalho, ou seja, esse foi o tema de maior demanda no Instituto Feliciência em 2019. O interesse é inversamente proporcional ao índice de pessoas felizes no trabalho e, claro, isso faz sentido. Para se ter uma ideia, relatório da Global Study of Engagement mostra que o percentual de trabalhadores altamente engajados no Brasil está em queda, tendo atingido 14% na última mensuração. Engajamento no trabalho é um dos construtos relacionados à felicidade laboral. 

Para começo de conversa, é sempre importante dizer de que lugar se fala sobre felicidade. Por aqui falamos pelo prisma da Psicologia Positiva, campo científico que define felicidade como experiência de contentamento e bem-estar combinada à sensação de que a vida tem sentido e vale a pena. Quanto à felicidade no trabalho, adotamos a abordagem da Universidade de Berkeley, que reúne três aspectos: a percepção de que o que se faz tem sentido, a já citada experiência de engajamento e a sensação de tempo bem vivido.

Se você faz parte da estatística dos não tão felizes ou é responsável por um time, compartilhamos um roadmap para incrementar a felicidade no trabalho em 2020.

Identifique Propósito

Seres humanos têm imensa aderência a propósito. Natural, trata-se de uma das quatro necessidades psicológicas universais, juntamente com autonomia, competência e pertencimento. Propósito motiva, dá sentido aos sacrifícios da vida adulta, orienta decisões. E o mais importante: gera impacto positivo no meio, com benefícios que vão além de nós mesmos.

Se você está em busca de propósito no trabalho que já possui, verifique de que forma pode expressar melhor suas forças e talentos e, também, reconheça como sua atividade contribui para a sociedade. Se você pretende encontrar outro trabalho em 2020, além de considerar os quesitos anteriores, procure oportunidades em empresas cujos valores estejam alinhados aos seus valores. E se você não está feliz, mas não pode considerar trocar de trabalho neste momento, identifique como sua atividade atual colabora para que você possa cruzar a ponte em direção ao futuro desejável.

Para os líderes, a tarefa de casa é trazer à luz o propósito da organização, conferindo um sentido maior ao trabalho do time. Se esse propósito não está claro, estimule a sua definição.

Engaje-se

Engajamento envolve três aspectos: vigor, dedicação e absorção. É um funcionamento mental positivo que pode conduzir ao estado de flow ? descrito como uma experiência de felicidade. O engajamento é ativo e não passivo e vai depender de uma série de atitudes pessoais em relação ao trabalho.

Para estimular uma mudança de comportamento, vale lembrar do estudo que evidenciou que uma mente dispersa é uma mente infeliz (Killingsworth e Gilbert, 2010). Dessa forma, é essencial reduzir as interrupções ao longo do turno de trabalho, em especial as checagens no celular e nas redes sociais, que podem passar de uma centena em um único dia.

Esteja atendo às condições ambientais que propiciam engajamento, como temperatura e aspectos sonoros. Algumas pessoas preferem trabalhar no silêncio, enquanto outras produzem melhor com música. Para muitas, esconder os relógios ? inclusive aquele apresentado no monitor ? colabora para a absorção. E, para todas, é benéfico celebrar as entregas. 

Líderes devem garantir que sejam oferecidas condições adequadas de trabalho e que as pessoas estejam habilitadas para realizar os desafios a elas conferidos.

Aumente Sua Reserva de Resiliência

Resiliência não é uma sentença: ou você tem ou não tem. É, na verdade, uma habilidade e por isso pode e deve ser aprendida e desenvolvida. Na prática, consiste na capacidade de voltarmos ao equilíbrio após o enfrentamento de desafios, conflitos, adversidades e fracassos. Para alguns autores, a resiliência não nos conduz ao mesmo estado de antes, mas a uma condição melhor e mais forte.

São muitos os estudos que atestam que a prática regular de atenção plena colabora para o aumento da reserva de resiliência. O neurocientista Richard Davidson destaca o papel da educação da atenção para o aumento da resiliência ao estresse: há uma correlação direta entre o número de horas de prática de Mindfulness e o tempo de recuperação após uma reação emocional a uma experiência negativa.

Cada vez mais empresas inserem meditação e outras práticas de atenção plena em suas rotinas. Se você lidera um time, pode ser uma boa iniciativa em 2020.

Seja Bom

Estabeleça um comportamento pró-social, que privilegia a capacidade de formar conexões fortes e uma rede de apoio real no trabalho. A bondade genuína, expressa por empatia e compaixão, é capaz de incrementar o bem-estar de que pratica os atos de bondade, não apenas de quem os recebe.

Líderes devem atuar para a construção da confiança e da cooperação entre os membros do time. E como liderança se faz através do exemplo, devem ser eles mesmos exemplos de humanidade.



Voltar