Blog - Exibir Post

Rumo ao Butão

  • 14/09/2017
  • Instituto Feliciência

Mosteiro de Taktsang


O Programa de Felicidade implantado pelo Hospital Anchieta (DF) com foco no bem-estar e florescimento de seu elenco acaba de ser aprovado para apresentação na Conferência Internacional "GNH of Business", que acontece no Butão. O país asiático tornou-se referência mundial graças ao sistema intitulado "Felicidade Interna Bruta (FIB)", reconhecido em 2012 pela ONU como novo paradigma de desenvolvimento. 

A conferência é uma iniciativa do governo butanês, que receberá representantes de diversos países entre os dias 07 e 09 de novembro. Carla Furtado, diretora do Instituto Feliciência, e 
Lorena Porto, CEO do Hospital Anchieta, farão a apresentação "Felicidade como Estratégia de Negócio", que detalhará a experiência do Hospital.  

Modelo e Resultados - 
A partir da compreensão do Triple Aim e diante da maturidade do sistema de qualidade instituído no Hospital desde sua fundação, em dezembro de 2016 a diretoria definiu uma nova estratégica institucional com foco na experiência do paciente. "Contudo, compreendemos que seria necessário observar previamente a experiência do elenco, como chamamos aqui. Com isso, desenvolvemos, com a consultoria do Instituto Feliciência, um programa de promoção da felicidade dos colaboradores com base na psicologia positiva, na neurociência e no FIB. Trouxemos também para nosso dia-a-dia ferramentas como storytelling e gamificação", descreve Lorena.
 

Os resultados foram registrados já a partir do primeiro semestre do Programa. "Conseguimos extrapolar as metas de satisfação do cliente interno e externo, melhorar nosso Net Promoter Score (NPS) e alcançar, pela primeira vez em 22 anos, a meta de rentabilidade. Esses indicadores nos mostram que a felicidade é lucrativa", destaca a executiva. 

Seguindo os preceitos do FIB, os bons resultados estão sendo compartilhados. Pelo alcance da meta de rentabilidade no primeiro semestre de 2017, o Anchieta pagou em setembro o 14º salário aos seus colaboradores e já se comprometeu a oferecer o 15º caso o desempenho se mantenha. "Estamos muito felizes por poder levar ao Butão uma experiência genuinamente brasileira", conclui Lorena. 



Voltar